Como otimizar custos de marketing? Entenda!

Seus custos de marketing estão altos? Algumas estratégias podem reduzir significativamente suas despesas e dar maior eficiência às suas ações de divulgação.

Sem maiores delongas, vamos objetivamente às dicas que vão redesenhar a forma de apresentar seu negócio! Confira!

Invista em co-marketing

Em uma época em que se fala tanto em economia colaborativa, emerge à publicidade um novo conceito, baseado na formulação de ações conjuntas de marketing entre empresas diferentes (que ofereçam produtos complementares).

Com o objetivo de atingir o mesmo público-alvo e, dessa forma, reduzir custos de marketing, sem prejudicar o alcance de sua divulgação, o “co-marketing” surge como alternativa à redução de custos.

Exemplificando para o universo do PDV (Ponto de Venda), se você atua na indústria alimentícia e precisa divulgar seus produtos com ações nos supermercados, pode estabelecer parcerias com empresas que ofertem produtos relacionados, aproveitando os mesmos materiais e promotores.

Dê atenção ao Marketing Digital

Alguns dados interessantes:

  • 45% dos brasileiros acessam o Facebook mensalmente;

  • 58% da população nacional têm acesso à internet;

  • Em 2020, haverá mais pessoas no mundo com celulares do que com acesso a serviços de água/eletricidade.

Só de olhar esses dados, já fica claro que não faz nenhum sentido falar em marketing atualmente sem falar dos meios eletrônicos.

Mais barato, fácil de mensurar resultados e de mais simples segmentação, o Marketing Digital é um caminho seguro para quem quer divulgar seus produtos para além de sua região, com menor custo e maior assertividade no alcance de seu target.

Assim, divulgue seus produtos por meio de mídias sociais, links patrocinados ou estratégias de Marketing de Conteúdo e SEO.

Crie relacionamentos de longo prazo com fornecedores

Outra maneira de reduzir seus custos de marketing é criar relações duradouras com seus fornecedores. Você já deve ter ouvido falar em Supply Chain Management, certo?

Pois bem, o objetivo dessa nova abordagem de suprimentos é justamente deixar de lado a velha cultura do capitalismo predatório, de que as empresas devem retirar o máximo de vantagens possíveis de seus fornecedores (e vice-versa).

É possível trocar essa relação hostil por relacionamentos de longo prazo (com poucos fornecedores, criteriosamente selecionados), vinculados por meio de parceria e integração.

Acompanhe com rigor o ROI de suas ações promocionais

Muitas empresas fazem campanhas sem mensurar o ROI (Retorno sobre Investimento) de suas ações. A fórmula desse indicador é simples, mas nem sempre é fácil entender o que deve entrar nos cálculos:

ROI = vendas geradas – custos de marketing / custos de marketing

Se você lançar alguma ação de Inbound Marketing (digital) ou de divulgação no PDV (marketing tradicional), crie ferramentas para descobrir quais vendas são originárias das ações implementadas. A partir dessa consciência (que pode ser feita mediante pesquisas), você visualizará a efetividade de suas estratégias de otimização da cadeia promocional.

Não se esqueça do Retail Marketing

Essa vai especialmente para gerentes de marketing de redes de supermercados/indústria alimentícia. É muito importante aproveitar datas comemorativas para fazer ações de marketing no PDV, com montagem de estandes, colocação de folders e revezamento de equipe de demonstradores.

Entretanto, não se deve esquecer que a forma mais sustentável para reduzir seus custos de marketing é ter um ambiente de venda que, por si só, seja atrativo o bastante para alavancar campanhas sazonais criadas.

Uma simples iluminação interna direcionada de forma “cirúrgica” sobre doces os torna mais apetitosos, despertando mais facilmente o desejo do consumidor. Mas há ainda um universo de questões que devem ser planejadas cuidadosamente:

  • Estímulo dos sentidos: diversas variáveis neurológicas podem impulsionar o consumidor a comprar mais ou a sair correndo do estabelecimento! A experiência olfativa ocupa lugar de destaque entre esses fatores subjetivos, de modo que, se você quiser fazer uma ação promocional no PDV para aumentar as vendas de carnes, mas seu açougue não dispuser de um aroma atraente, não há marketing que resolverá!

  • Crie relações com o consumidor: descontos, degustações, bom atendimento, preços exclusivos a quem tem relacionamento antigo, dicas de combinações de produtos, livros de receitas entregues como presente… todas essas variáveis fazem diferença e podem aumentar o ROI de sua campanha, tornando-a mais barata.

  • Aplique a psicologia dos preços: diversos estudos mostram que nosso cérebro dá mais atenção ao número à esquerda da vírgula, ignorando os da direta. Isso explica por que os famosos R$ 3,99 dominam as gôndolas do varejo!

  • Há ainda outras técnicas que atingem em cheio a psicologia do consumidor, como destacar o valor das parcelas, fazer contraste visual de promoções, mostrar o produto antes do preço, usar a regra dos 100 (valor + porcentagem) etc.

  • Cuidado com o marketing visual: pesquisadores germânicos descobriram recentemente que o simples ato de servir o produto de seu PDV em um prato vermelho reduz o apetite dos consumidores em 40%! Parece loucura? Pois é, a questão é que os cientistas constataram que o tom rubro faz com que as pessoas rejeitem o alimento devido à associação social da cor a ordens como “perigo”, “pare” ou “proibido”.

Percebeu que, apesar de os pontos acima se referirem ao ambiente de varejo como um todo, cada uma das recomendações se encaixa perfeitamente nas técnicas a serem usadas em seu PDV?

Veja que, se você quer reduzir custos de marketing, pode fazê-lo de forma relativa, promovendo ações mais certeiras (que ampliem as vendas), diminuindo, dessa forma, o chamado “custo marginal” pelo aumento das receitas.

Unifique todos os processos de trade marketing

Muitas indústrias (ao fazerem campanhas de marketing/endomarketing) ou estabelecimentos de varejo (na elaboração de ações promocionais no PDV) acabam criando verdadeiros “Frankensteins mercadológicos”.

É comum a contratação de uma empresa para fabricar os estandes, outra para organizar a logística (armazenamento das peças e transporte) e outra para contratar promotores. Obviamente, essa fragmentação cria campanhas muito mais caras (e ineficientes).

Mas e se você pudesse contratar uma única empresa, especialista em todas as etapas do processo de trade marketing, e que não exija a terceirização de nenhuma outra parte do processo? Você teria então um único ponto de contato para facilitar a vida de seu time de marketing.

Essa solução já existe no mercado e sua adoção costuma resultar em ações mais homogêneas, integradas, atrativas e, é claro, com custos mais baixos.

Tratam-se de especialistas em trade marketing End2End, parceiros com expertise no assunto e que cuidam das etapas de Criação, Fabricação, Logística e Ações PDV.

Conheça mais sobre o que é o “End2End”:

  • Criação: desenvolvimento de esboços de campanhas, ideias de materiais para o PDV, identidade visual e apresentações;

  • Fabricação: é a materialização do processo anterior, com a fabricação de todos os tipos de displays (dos mais variados formatos/matérias-primas), utilizando MDF, Acrílico, PS, Metal e Corian.

  • Logística: logística promocional, armazenamento, gestão de estoque e transporte.

  • Ações PDV: treinamento de equipe para campo e colocação de promotores no estande, auditoria, positivações, manutenções etc.

Essas empresas surgiram da necessidade do varejo e da indústria em contar com uma estrutura especializada em cada etapa da cadeia promocional, com a possibilidade de fazer a contratação dos serviços no formato End2End ou por serviços individuais.

Já conhecia essa forma de solucionar suas necessidades de trade marketing? Então assine agora nossa newsletter e receba gratuitamente em seu e-mail outras dicas e conteúdos exclusivos sobre planejamento de ações no PDV, análise de resultados da cadeia promocional, redução de custos de marketing e muito mais!