Gestão da qualidade: 5 dicas para uma execução perfeita - Grupo Facta | Soluções em PDV & Trade Marketing | São Paulo/SP

Gestão da qualidade: 5 dicas para uma execução perfeita

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A gestão de trade marketing tem na gestão da qualidade uma grande aliada, uma vez que ambas focam em ampliar a visibilidade e o valor dos produtos e serviços na percepção dos clientes da empresa, buscando aumentar sua satisfação e fidelização.

As duas, quando bem aplicadas, conferem maior sustentabilidade ao negócio e melhoram os resultados e a competitividade organizacional.

Neste post, vamos jogar os holofotes da gestão da qualidade no trade marketing, trazendo dicas preciosas para que os gestores da sua organização possam fazer uma execução perfeita de ações de trade marketing que tenham resultados significativos e robustos.

Quer saber como chegar nesse patamar de excelência? Então, continue firme na leitura de cada uma das dicas que serão apresentadas.

  1. Conheça bem a norma de gestão da qualidade

Para implantar um sistema de gestão da qualidade baseado na norma ISO 9001 ou mesmo para mantê-lo certificado, o ponto primordial é conhecer a norma a fundo, entendendo cada um dos seus requisitos e sua abrangência.

É importante que os colaboradores de todos os níveis hierárquicos da sua empresa sejam treinados e conscientizados nos requisitos da norma aplicáveis às atividades que exercem.  Assim, ficarão claras as responsabilidades operacionais e gerenciais, bem como eventuais oportunidades de melhorias e correções que serão necessárias para que os objetivos planejados sejam atingidos.

Ao fazer isso, a empresa já estará caminhando a passos largos a fim de atender a um dos requisitos normativos, ao determinar e garantir a competência necessária para todas as pessoas envolvidas com o sistema de gestão da qualidade.

A propósito, a ISO 9001 foi revisada em 2015 e, neste ano de 2018, mais precisamente no mês de setembro, encerra-se o prazo para migração de certificações da versão 2008 para a nova versão. Sua equipe já está atualizada?

Caso ainda não esteja, é possível contar com consultoria especializada a fim de acelerar o processo de aquisição de conhecimento e implantação da norma ISO 9001 na nova versão.

  1. Estabeleça e controle a informação documentada

Ao contrário do que muitos pensam, criar controlar os documentos e registros, não se limita apenas em saber quais são, codificá-los e identificar quem é responsável pela sua elaboração e atualização. Nem tampouco somente resguardar sua confiabilidade, integridade e disponibilidade aos seus usuários.

Além do que foi mencionado, tem também tudo a ver com estabelecer um portfólio de documentos simplificado, sem redundâncias e que retrate a realidade dos processos internos da sua empresa, sem idealizações, mas tendo como diretrizes os requisitos legais e normativos, os documentos relevantes da própria organização, documentos e requisitos dos clientes e de outras partes interessadas e como essa documentação funciona na integração dos processos do sistema de gestão da qualidade.

Assim, a assimilação e prática das metodologias de trabalho retratadas nas informações documentadas ficam otimizadas, evitando retrabalhos, eliminando desperdícios de recursos — humanos, materiais e financeiros — e facilitando a vida dos colaboradores da sua organização.

Cabe ao profissional de gestão de qualidade atuar como facilitador na criação e controle de toda a informação documentada pertinente ao sistema de gestão da qualidade — documentos e registros físicos ou virtuais — para que haja a participação efetiva de todas as partes interessadas em cada proce

sso.

  1. Defina indicadores e relatórios para os processos

Para executar com perfeição a gestão dos processos organizacionais, é imprescindível estabelecer métricas de avaliação de desempenho — indicadores-chave de performance ou KPI (Key Performance Indicators) —, que serão demonstradas em relatórios periódicos e regulares.

Com métricas bem definidas, é possível avaliar os resultados dos processos críticos do negócio — aqueles cujo desempenho impacta diretamente na qualidade dos produtos e serviços e na satisfação do cliente.

Os indicadores-chave de performance retratarão a evolução dos resultados de cada processo, permitindo comparativos com desempenhos históricos próprios e dos concorrentes, servindo para balizar ações a fim de levar a empresa a melhores patamares de sucesso.

  1. Planeje auditorias internas

As auditorias de gestão da qualidade são fundamentais e têm por objetivo identificar se os processos estão atendendo aos requisitos da norma ISO 9001, assim como aos requisitos internos, legais, do cliente e de outras partes interessadas.

A partir das constatações das auditorias, é possível fazer as correções de não conformidades e realizar ações de otimização de processos e melhoria de produtos e serviços.

As auditorias devem ser planejadas a intervalos regulares, de modo que sejam parte da rotina de trabalho das pessoas e se integrem totalmente ao seu cotidiano como um evento natural, que transcorre sem sobressaltos e correrias.

  1. Promova a melhoria dos processos, produtos e serviços

O mote da gestão da qualidade é a melhoria contínua, que é a mola propulsora do aperfeiçoamento dos processos, produtos e serviços de uma organização. A revisão 2015 da ISO 9001:2015 revelou novas estratégias de melhoria, como mudanças revolucionárias, inovação e reorganização.

Algumas vezes, para ter uma execução perfeita de algum requisito da norma de gestão da qualidade, precisamos romper com o passado e começar a trabalhar de forma inteiramente diferente, nos valendo dessas novas abordagens de melhoria.

Agregar novas tecnologias para automação de processos e melhoria da experiência de compra do cliente são algumas das ações aplicáveis a fim de reestruturar as rotinas e inovar as práticas internas da organização.

O primeiro passo para saber qual rota de melhoria será a mais indicada é realizar um benchmarking — pesquisa das melhores práticas de mercado — para identificar novas formas de gerir processos, produzir e promover produtos e prestar serviços que gerem valor para os clientes.

A ISO 9001 determina os requisitos essenciais para sistemas de gestão da qualidade. Ao colocá-los em prática na sua organização, você perceberá um salto evolutivo nos processos, produtos e serviços e na competência da sua equipe.

A gestão da qualidade amplia o horizonte de visão dos colaboradores das organizações, que passam a abordar os processos de forma integrativa e com maior engajamento, sem perder de vista o foco no cliente e a otimização da gestão do relacionamento com todas as partes interessadas no negócio.

Os gestores, por sua vez, começam a exercer uma liderança mais efetiva, apoiada pela alta direção da empresa e a tomar decisões baseadas em evidências geradas pelo sistema de gestão da qualidade.

Todas as mudanças desencadeadas a partir da implantação da gestão da qualidade contribuem para a sensível melhoria dos processos, produtos e serviços e o aumento da satisfação dos clientes. Qualquer empresa sonha com resultados tão positivos como esses, não é mesmo?

E aí, gostou de saber mais sobre estas dicas para uma execução perfeita da gestão da qualidade? Deixe seu comentário.

 

“Esse conteúdo foi escrito pela Pollon Consultoria, empresa especializada em gestão da qualidade com 17 anos de experiência implantando e aperfeiçoando sistemas de gestão. Se você gostou do tema, que tal visitar o blog da Pollon e ficar ligado nas novidades sobre gestão da qualidade?”

Posted on 20 de fevereiro de 2018 in Sem categoria

Compartilhar este post

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top