Como otimizar budget e tempo na gestão da cadeia promocional

A gestão de fornecedores é um dos principais desafios das áreas de Trade Marketing e Marketing.

Cadeia promocional

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No atual cenário a ordem top down mais recorrente é otimização de investimentos. A ordem é que o menor investimento possível gere vendas, aumente as margens e fortaleça a marca. Trata-se de um grande desafio para qualquer liderança e, principalmente, para os Gerentes de Trade Marketing e Marketing. Esses gestores, cada vez mais, precisam trazer resultados em curto prazo para justificarem os investimentos de seus planos de comunicação e marketing.

Uma das estratégias para atingir tal objetivo tem sido diferenciar os produtos no PDV para, consequentemente, ter um aumento rápido e significativo das vendas. Em função disso, as ações de Trade Marketing tem ganhado destaque (como mencionamos nesse post “A importância do Trade Marketing“).

Atuar nessa área exige visão estratégica e excelência na execução, além de uma boa gestão dos fornecedores. Entre diversas atribuições, as responsabilidades desses gerentes são:

– traçar um planejamento de comercial e marketing eficientes;

– sintetizar tal planejamento em briefings para seus fornecedores e acompanhar a criação do conceito e tipos de comunicação que envolvem sua campanha;

– buscar parceiros que aliem preço e qualidade;

– acompanhar o processo de aprovação das etapas de produção;

– escolher um parceiro logístico que otimize o melhor roteiro;

– e acompanhar os resultados das ações executadas no PDV com os promotores/positivadores contratados.

Cada uma dessas macro atividades possuem diversos desdobramentos, o que demanda muito tempo das equipes de Trade/Marketing. Os gestores devem ter conhecimento técnico para avaliar cada uma dessas etapas e precisam se responsabilizar pelo resultado de cada fornecedor envolvido no processo. A falha em qualquer um desses passos afetará no produto final do trabalho e causará, além do desperdício de tempo, um maior custo da operação, uma vez que será preciso reinvestir para superar o problema ou acrescentar mais tempo para a execução da operação.

A melhor maneira de evitar esse tipo de situação e otimizar o budget na agitada realidade do universo de Trade Marketing é saber selecionar fornecedores. Uma opção que tem trazido resultados muito positivos é a busca por empresas que cuidem de 100% da cadeia promocional.  Isso significa que o fornecedor contratado não ficará responsável apenas por uma etapa (como produção ou só logística), ele controlará tudo que será necessário para atingir o efeito esperado no PDV, pois sua medição é em cima do resultado final.

A principal vantagem de trabalhar com uma organização que atue no conceito End2End (ou seja, que cuide de toda a cadeia promocional) é a tranquilidade de que o projeto planejado será, de fato, executado no prazo e nas condições definidas. Isso porque a empresa está comprometida com o resultado final e não apenas com um pedaço do processo.

Ao dividir a responsabilidade da execução tática com o fornecedor, os Gerentes de Trade Marketing terão mais tempo para focar na estratégia, o aspecto mais importante do seu escopo de trabalho. Além disso, uma empresa que tem conhecimento de tudo que envolve a cadeia promocional será capaz de trazer o melhor custo x benefício em todas as etapas.

Em outras palavras, companhias que atuam no end2end conseguem unir todas as pontas do trabalho. Isso significa que pensarão desde um layout cuja produção atenda às exigências e ao budget do cliente até a melhor maneira de inserir o item criado no PDV para atingir o resultado esperado. Todos os detalhes serão organizados para otimizar o valor investido na ação traçada pelo cliente.

Escolher uma empresa como parceira que divida tempo e as partes tática e operacional vai permitir que o gestor seja mais estratégico, como o escopo de atuação do cargo exige.

cadeia-promocional